sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Dilma: “O Brasil não pode e não vai parar”

Em entrevista ao jornal El Mercurio, do Chile, para onde viaja nesta sexta-feira 26, a presidente afirma ter a "consciência tranquila" de que não cometeu nenhuma irregularidade em seu mandato e reforça que não existe contra ela "nenhuma dúvida relativa a denúncias de corrupção"; "Independentemente das tentativas de setores da oposição de distanciar-me da Presidência por meios ilegítimos e ilegais, seguirei cumprindo o que me ordena a Constituição (...). O Brasil não pode e não vai parar", disse; Dilma também destacou positivamente o fato de que a oposição, antes empenhada em apostar "na ideia do 'quanto pior, melhor'", demonstra agora "maior disposição para o diálogo" com o governo

Confira entrevista no Brasil 247