sábado, 13 de fevereiro de 2016

Guarda Municipal agride foliões no Rio, veja fotos.


Festa acontecia na Praça Mauá quando os guardas dispersaram os foliões. Pelo menos três pessoas foram detidas durante a confusão.


Um bloco de carnaval terminou em confusão no fim da madrugada deste sábado (13) na Praça Mauá, Zona Portuária do Rio. Guardas municipais dispersaram os foliões do espaço sob uso de força física. Três pessoas foram detidas e os foliões acusam os guardas de agir com truculência.

Um dos detidos, o jornalista Bernardo Tabak, foi ferido na confusão e teve seu celular quebrado por um guarda ao ser detido. “Eu não sei como começou a confusão. A Guarda Municipal chegou tacando bomba de gás e spray de pimenta. Saquei meu celular para filmar e dois guardas já chegaram me batendo. Quebraram meu celular inteiro”, contou Tabak ao G1, por telefone, enquanto ainda estava detido na 5ª DP (Mem de Sá).

A advogada Iara Duque, de 24 anos, disse que os guardas teriam agredido os foliões porque se sentiram desacatados. “Quando a Guarda Municipal chegou houve um manifesto corporal contra a chegada deles. Eu estou falando de dança. Os foliões dançaram para os guardas, que vieram para cima deles com cassetete, spray de pimenta e muita violência”, disse.