terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Janot diz não ao golpe contra Dilma, só falta prender o Cunha

:


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou, nesta segunda (15), em uma das quatro ações que pedem a cassação da presidente Dilma Rousseff na Justiça Eleitoral que as acusações para justificar a perda de mandato do chefe do Executivo precisam ser, "já à primeira vista, gravíssimas"; "As condutas imputadas aos representados, em considerável medida, ou não tiveram o grau de ilicitude atribuídos pela representante ou não os beneficiaram diretamente, ou tiveram pouquíssimos desdobramentos", disse; o processo que pede a cassação da chapa Dilma-Temer é de autoria da oposição, capitaneada pelo PSDB e foi reforçado por manifestação do juiz Sergio Moro que viu doações oriundas de propina na campanha do PT



Matéria completa: Brasil247