quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Manifestantes anti-Lula agridem defensores do ex-presidente.


PRIMEIRO CONFRONTO

Segundo movimentos sociais, a pedra que feriu a militante da CMP partiu de manifestantes contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ela foi levada para a enfermaria do fórum.

O ato pró-Lula foi organizado pela Frente Brasil Popular, que reúne entidades sociais e sindicais, entre elas a CUT. A central sindical levou para a capital paulista grupos da CUT de diversos estados como Ceará, Bahia, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Mato Grosso. Representantes de partidos — PT, PC do B e PCO — também participam do protesto.

No lado anti-Lula, estão pessoas ligadas ao Movimento Brasil Livre (MBL).


Três deputados federais do PT foram ao fórum: Wadih Damous (RJ), Paulo Pimenta (RS) e Paulo Teixeira (SP), este último responsável pelo pedido de suspensão junto ao CNMP.


Os participantes foram separados por pelo menos 5 metros, em uma barreira montada pela Polícia Militar. A moça machucada foi identificada como Fernanda, da CMP Fazenda da Juta.




Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/brasil/grupos-pro-anti-lula-entram-em-confronto-na-frente-de-forum-em-sp-1-18689233#ixzz40REwTETh