quarta-feira, 23 de março de 2016

Editor da Globo incita revolta contra Teori


Jornalista Diego Escosteguy, editor de Época, se manifesta no Twitter de forma que pode ser interpretada como incitação contra um ministro do Supremo Tribunal Federal, o relator da Lava Jato, Teori Zavascki; nas redes sociais, ele disse que investigações contra Lula foram suspensas, quando o ex-presidente poderá ser investigado pelo STF caso se torne ministro, ou até pelo Paraná, se sua nomeação não se efetivar; de outro, afirmou que será difícil conter a revolta popular contra Teori, que condenou a divulgação dos grampos de pessoas com foro especial como a presidente Dilma Rousseff e o ministro Jaques Wagner – o que foi considerado crime pela grande maioria dos juristas do País; na noite de ontem, manifestantes decidiram bater panelas em frente à casa de Teori em mais um momento da escalada fascista no País; um dos internautas pregou "guilhotina nesse vagabundo"


247 – O jornalista Diego Escosteguy, editor da Globo, tentou jogar a população contra o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, que determinou na noite desta terça (22) que o juiz federal Sérgio Moro envie para o STF as investigações da Operação Lava Jato que envolvem o ex-presidente Lula.

Ele disse que as investigações contra o ex-presidente Lula foram suspensas, quando ele poderá ser investigado pelo STF caso se torne ministro, ou até pelo Paraná, se sua nomeação não se efetivar. Além disso, Teori condenou a divulgação dos grampos de pessoas com foro especial – o que foi considerado crime pela grande maioria dos juristas do País.

“Para vencer o juridiquês, que mais escamoteia do que revela: Teori, na prática, suspendeu a investigação contra Lula.De nada adianta Lula não ter mais foro se a Lava Jato não pode investigá-lo. A decisão de Teori nada muda na delação da Odebrecht. A empreiteira está encrencada à vera - no Brasil, nos Estados Unidos e na Suíça”, disse.

“Esclarecidos esses pontos, friso: será difícil conter o ânimo da população contra Teori. A revolta começou agora e vai piorar imensamente. Os fatos, medidos desde a decisão de Teori, indicam o crescimento nas redes na mobilização contra Teori. Trata-se de uma constatação”, acrescentou.

Na noite de ontem, manifestantes decidiram bater panelas em frente à casa de Teori em mais um momento de escalada fascista no País. Alguns manifestantes chegaram a propor “guilhotina nesse vagabundo”.