sexta-feira, 11 de março de 2016

Personalidades defendem Lula contra ataque da Globo


A placa sobre a entrada principal do auditório Vladimir Herzog, no Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, avisa: “Lotação: 90 pessoas”. Mas pelo menos 200 jornalistas, advogados, militantes de esquerda e estudantes participaram do evento Globo É Censura – Ato em Defesa da Liberdade de Expressão.

Durante mais de três horas, 15 personalidades de comunicação e da vida política do País falaram sobre o monopólio da Rede Globo, a tentativa de censura da emissora contra os blogs que denunciaram supostos casos de ilegalidade da família Marinho e sobre a perseguição da mídia ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Por unanimidade, a condução coercitiva de Lula à Polícia Federal na última sexta-feira (4) foi definida como sequestro.

Ao microfone, se revezaram figuras como a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ), o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), o senador Roberto Requião (PMDB-PR), a presidenta da União Nacional dos Estudantes, Carina Vitral; o presidente do Barão de Itararé, Altamiro Borges; a secretária de Formação da CUT e coordenadora do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), Rosane Bertotti; os blogueiros Renato Rovai, Fernando Britto, além de advogados e membros do Sindicato dos Jornalistas. A vice-prefeita de São Paulo, Nádia Campeão, o deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP) e os jornalistas Palmério Dória, Paulo Henrique Amorim e Paulo Moreira Leite também compareceram ao evento.

Confira vídeo: