sexta-feira, 29 de abril de 2016

Janaina Paschoal recebeu R$ 45 mil do PSDB para dar o Golpe!


Convidada ao Senado para explicar o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, a jurista Janaína Paschoal, co-autora do pedido, usou a maior parte do tempo para se defender.
Aos senadores, a professora de Direito iniciou dizendo que precisava se defender das acusações que vinha sofrendo. A professora admitiu que trabalhou no governo Fernando Henrique Cardoso, mas disse que nunca viu o ex-presidente. Afirmou também que trabalhou no governo de Geraldo Alckmin, em São Paulo, e que recebeu R$ 45 mil do PSDB para elaborar um parecer, mas enfatizou que o impeachment é apartidário.