segunda-feira, 4 de abril de 2016

Lula a Temer: quer ser Presidente? Dispute a eleição!


O ministro chefe da Casa Civil, Luís Inácio Lula da Silva, repudiou mais uma vez o que chamou de Golpe contra a Presidenta Dilma Rousseff . 

Em ato da Frente ABC nesta segunda-feira (4), que ocorreu no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, o ministro mandou um recado ao vice-presidente Michel Temer.

“Eu não tenho nada contra o Temer, mas se quer ser Presidente dispute a eleição. Tentar encurtar para chegar lá não dá certo. Eles querem chegar ao Poder sem ganhar a eleição. Impeachment só pode ser colocado em prática se houver crime de responsabilidade”, afirmou Lula

Em seu discurso, Lula voltou a defender uma mudança na política econômica do Governo de Dilma. “Eu aceitei o convite para o Governo porque eu acredito que esse país é extraordinário, de um povo obstinado e otimista. Eu disse para a Dilma: 'é preciso dar uma consertada na política econômica'. Nosso mercado é o povo trabalhador, o povo consumidor, a dona de casa. Não adianta tentar agradá-los [a elite]. Quanto mais agrada, mais porrada levamos. Eles não querem agrado, querem derrubar o governo”, reforçou Lula no ABC.

Leia outras frases do ministro:

Queria começar falando com a nossa juventude. Faz 48 anos que eu frequento esse espaço aqui.

Daqui, levei grande parte dos ensinamentos para governar o Brasil

Graças ao aprendizado que tive aqui, pude provar que um peão poderia fazer ato mais que a elite fez em 500 anos.

Eu não me orgulho de não ter diploma. Eu gostaria de ter sido economista. Aprendi muito com eles.

Nós estamos vivendo um momento comum.

O país tem 500 anos e só temos 31 anos de Democracia continuada nesse país.

Me parece que os setores conservadores já se cansaram da Democracia, porque, sem um único tiro, fizemos a maior revolução desse país.

Para eles, Democracia é boa se só eles ficassem.

O que os deixa horrorizados é a possibilidade do Lula voltar em 2018.

O que eles precisam compreender é que conseguimos fazer algo que aprendemos na convivência cotidiana e não nos bancos da faculdade.

Eles diziam que não podia aumentar o salário mínimo porque causaria inflação. Aumentamos durante 12 anos e não teve inflação.

Nesse país o pobre deixou de ser problema e passou a ser solução.

Quem imaginava que o filho de uma pessoa que ganha 1.500 reais pudesse ser doutor?

O povo está começando a discernir o que é verdade e o que é mentira.