sábado, 16 de abril de 2016

Michel Temer volta às pressas a Brasília após debandada de golpistas


Uma luz amarela se acendeu no projeto Michel Temer. O vice-presidente, que pretendia passar o fim de semana em São Paulo, após dar o impeachment como “favas contadas”, decidiu voltar a Brasília neste sábado.
O motivo é o crescimento da onda em favor da democracia, que ameaça o projeto de derrubada da presidente Dilma Rousseff sem que haja crime de responsabilidade.
“O maior sinal de alerta veio da decisão de Temer de, chamado, retornar a Brasília para tentar segurar a perda de votos”, diz o colunista Jorge Bastos Moreno, doGlobo.
“O peemedebista havia embarcado para São Paulo no final da tarde desta sexta-feira (16), após passar o dia recebendo parlamentares no Palácio do Jaburu, residência oficial da Vice-presidência em Brasília”, informa reportagem de Gabriel Mascarenhas, Daniela Lima e Mariana Haubert, da Folhapress.
“O plano inicial de Temer era permanecer na capital paulista, pelo menos até o domingo, dia em que a Câmara apreciará o pedido de impedimento da presidente. O peemedebista ainda não definiu a agenda deste sábado. O retorno, no entanto, tem por objetivo intensificar as conversas com os indecisos e outros aliados em potencial”, dizem eles.
Confira também, discurso de Dilma contra o golpe proibido pela justiça: