sábado, 16 de abril de 2016

‘Não escrevo para jornal golpista’, diz sociólogo em resposta ao ‘Estadão’


RBA - O sociólogo Laymert Garcia dos Santos recusou convite para escrever um artigo para o jornal O Estado de S.Paulo, que prepara edição para a segunda-feira, já esperando que a Câmara dos Deputados aprove o impeachment da presidenta Dilma Rousseff no domingo (17). Por meio da Universidade de Campinas, o sociólogo recebeu e-mail do diário propondo o envio de um texto que seria publicado no contexto de “um material sobre o atual andar da carruagem” no país. “Agradeço seu convite, mas não leio e muito menos escrevo para um jornal golpista, como é O Estado de S.Paulo”, respondeu.
A pauta do jornal pergunta: “O que significa a derrubada da presidente tanto para o cenário político (como um todo) como para o PT?”.
Abaixo, a troca de e-mails na íntegra:
Olá.

O jornal prepara um material sobre o atual andar da carruagem. Caso o processo avance em direção ao Senado, e parece que é o que vai ocorrer, pergunto se o senhor faria um artigo de 1.800 caracteres sobre tal contexto. O que significa a derrubada da presidente tanto para o cenário político (como um todo) como para o PT?
Seria para uma edição especial de segunda-feira, com prazo de entrega no domingo meio-dia.
O que acha?
Cordialmente,
Alexandra Martins
Jornal O Estado de S. Paulo
Resposta de Laymert Garcia dos Santos:
Prezada Alexandra,
Agradeço seu convite, mas não leio e muito menos escrevo para um jornal golpista, como é O Estado de S. Paulo.
Contando com a sua compreensão,
Atenciosamente,
Laymert Garcia dos Santos”
Assista também pronunciamento de Dilma contra golpe: