segunda-feira, 30 de maio de 2016

Saiba como está sendo feita a salvação de Cunha nos bastidores


Sem repercussão no restante da imprensa, o Valor anuncia hoje que está em curso uma nova tentativa de acordo para salvar o mandato de Eduardo Cunha.

Confessado, até, pelo relator do seu processo no Conselho de Ética da Câmara, deputado Marcos Rogério.

“Há um apelo até de deputados favoráveis à cassação por um pacto para dar governabilidade à Casa”, afirma Rogério. Esse grupo argumenta que garantir uma solução para o comando da Câmara, de forma a não atrapalhar o novo governo, é mais importante do que cassar Cunha”.

Eduardo Cunha manteria o foro privilegiado e continua tendo liberdade para coordenar – como fez na escolha de André Moura como líder do governo Temer na Câmara – a formação de um “centrão” dominante.

Inclusive a eleição de um presidente da Câmara que, após a queda eventual de Temer, governaria o país por dois anos.

Cunha provou que a decisão do STF é inócua. Afastado do mandato e da presidência da Casa, segue controlando a Câmara.

E sabe que, para pressionar Temer, nem mesmo precisa fazer o que fez com Dilma.

Não precisa de um processo de impeachment.

Basta um processo de chantagem.



Confira também, Deputado tucano dedicou voto no impeachment para pai preso por corrupção: