segunda-feira, 18 de julho de 2016

Maioria dos paulistanos apoiam programa "De Braços Abertos" do governo Haddad


Dois em cada três paulistanos sejam a favor do programa da gestão Fernando Haddad (PT) voltado a usuários de drogas na cracolândia, região degradada do centro de São Paulo, 21% acreditam que a medida é muito eficiente para recuperar dependentes químicos. 


69% dos paulistanos afirmam ser a favor dessa iniciativa (e 22% são contra), conforme dados de pesquisa Datafolha. O instituto fez 1.092 entrevistas nos dias 12 e 13 deste mês, e a margem de erro da pesquisa é de três pontos para mais ou para menos.

JOVENS
O "De Braços Abertos" é conhecido por 58% da população, segundo a pesquisa. A maior aprovação é entre os mais jovens –35% dos entrevistados entre 16 e 24 anos acham esse método muito eficiente. Já entre os mais velhos (com 60 anos ou mais), só 15% têm essa percepção.

O programa de Haddad gerou polêmica desde a sua implementação, em 2014, ao defender um conceito de redução de danos –diminuição gradativa do consumo de drogas–, e não de internação dos dependentes químicos.

O modelo reverteu a proposta majoritária até então, que buscava convencer dependentes à internação. Assim que assumiu, Haddad encerrou todos os contratos com unidades terapêuticas de internação, recebendo críticas.



Confira também, Ciro Gomes fala sobre tentativa de golpe na Turquia: