segunda-feira, 25 de julho de 2016

Suplicy sofre ação truculenta por PM de Alckmin e é preso


O candidato a vereador Eduardo Suplicy (PT) foi detido durante uma reintegração de posse em um terreno próximo à rodovia Raposo Tavares. Ele foi levado para a 75ª DP, no Jardim Arpoador, na Zona Oeste de São Paulo, na manhã desta segunda-feira (25).

O terreno desocupado pela Polícia Militar pertence à prefeitura de São Paulo. O local é perigoso, pois fica perto de um barranco. Porém, as famílias que moram lá afirmam que foram avisadas da reintegração, mas que não têm para onde ir.

A acusação da PM contra Suplicy é de “desobediência e obstrução à Justiça”. Moradores se revoltaram após uma bomba de gás lacrimogênio da PM atingir uma criança. Suplicy teria deitado no chão para evitar que os policiais avançassem sobre a comunidade.

A assessoria do ex-senador confirmou pelas redes sociais a informação de que ele foi detido. Suplicy é reconhecido em todo o país por ter um histórico de militância junto às causas sociais.