quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Cunha será julgado penalmente por Sérgio Moro pelas contas na Suíça


Revista Fórum - Nesta quarta-feira (5), o Supremo Tribunal Federal publicou no Diário Oficial a liberação de abertura de processo penal contra o ex-presidente da Câmara cassado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pela posse de contas não declaradas na Suíça.

O responsável pela Operação Lava Jato, Juiz Sérgio Moro, é quem receberá a ação contra o ex-deputado, que teve seu mandato cassado em setembro no mais longo processo do tipo na Câmara dos Deputados.

Cláudia Cruz, esposa de Eduardo Cunha, também é alvo de ação pelas contas na Suíça, das quais teria usufruído. Junto com o cônjuge, responderá em Curitiba, no Paraná. O caso apresenta provas que foram coletadas pelo Ministério Público da Suiça e apontam que Cruz teria utilizado mais de uma conta no país para comprar itens de luxo.

Ao ser cassado, Eduardo Cunha perdeu o foro privilegiado. Hoje, é investigado por ter recebido R$5 milhões de propina em contratos relacionados a Petrobras, e tem em seu nome processos no Rio de Janeiro e em Brasília.


Confira também, Ciro Gomes desmascara burrice de Serra nas relações internacionais