quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Doria volta atrás e agora diz que paulistano pagará IPTU 2017 mais caro


Prefeito eleito diz que precisará corrigir imposto pela inflação, em torno de 7,23%

O prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), voltou atrás sobre uma declaração que havia dado na segunda-feira (3), a respeito do aumento de impostos na cidade. Na ocasião, ele disse que congelaria a passagem de ônibus e os tributos municipais em 2017.

Ele classificou como “um entendimento equivocado” a promessa de que o IPTU ficaria congelado.

— A tarifa de ônibus, essa não será mexida nem mesmo na correção inflacionária. Ela será mantida até o final de 2017. Os impostos, o prefeito não pode deixar de fazer a correção, isso é lei. A correção inflacionária tem que ser feita. Não vai haver aumento de impostos, nem aumento de taxas, nem novos impostos, nem novas taxas.