sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Michel Temer está levando o Brasil ao caos, ele pode tudo?


O arrocho salarial e previdenciário e todas as perversidades contra a classe trabalhadora, os aposentados, os idosos, os inválidos e os mais pobres do Brasil, que Temer está implantando com apoio irrestrito do Congresso Nacional, já estavam sendo articulados com os financiadores do golpe no documento “Uma ponte para o futuro”, lançado em 29 de outubro de 2015, portanto, há um ano.


O “amplo” projeto do peemedebista “aniquila a classe trabalhadora, abre espaço para implantar o projeto neoliberal com Estado mínimo, venda do patrimônio público e entrega das riquezas naturais do país a preço de banana”. O principal exemplo dessa entrega se dá no caso da Petrobras, diz.


Enquanto a mídia e colunistas ligados a grupos patronais apostavam que sem Dilma o país voltaria a crescer, a CUT alertava que o golpe não era só contra Dilma e o PT, que o golpe era, principalmente, contra os direitos sociais e trabalhistas conquistados com muita mobilização e luta.

Enquanto tudo isso ocorre, estudantes se mobilizam para criar uma resistência e defender seus direitos mas são recebidos por repressão policial e falta de diálogo por parte do governo. A mídia manipula e joga eles contra a sociedade. 

É preciso manter uma resistência permanente e denunciar todos estes abusos a órgãos internacionais antes que o caos social seja implantado no Brasil. 


Confira também, Estudante de 16 anos defende ocupações e humilha deputados