sábado, 26 de novembro de 2016

Fidel: o homem que ousou enfrentar o império

Imagem relacionada

Lelê Teles - O homem que ousou enfrentar o império.

Quem mais, me diz o nome de um ser humano que foi de encontro ao império e morreu de morte morrida.

“Neste momento da morte de Fidel Castro, estendemos a mão da amizade ao povo cubano. A história vai registrar e julgar o enorme impacto desta figura singular sobre as pessoas e o mundo ao redor dele.”, disse Obama.

Todos os líderes mundiais disseram o mesmo.

Até o papa, seus mentecaptos, prestou homenagem ao Grande Líder.

Os jornais do mundo todo hoje homenageiam Fidel e falam da sua importância na história mundial.

A imprensa brasileira, como se sabe, é de outro mundo!

E você que a reproduz é um legítimo midiota.

Escuta essa:

Gandhi, era racista, por isso mesmo não gastou energia para mudar o sistema de castas que o privilegiava.

e esse esquálido faquir também era machista, misógino e esteve na África do Sul e não viu problema algum na dominação européia.

Mandela decidiu governar com os brancos. Eu os teria fuzilado todos, até a última geração.

Jesus Cristo foi um suicida. Morreu de braços abertos e cabeça baixa, pelas mãos do império.

Até pouco tempo a mídia intoxicou as pessoas para que elas se manifestassem a favor do Dalai Lama implantar uma teocracia no Tibete.

a Madre Teresa de Calcutá vivia da miséria alheia.

Diria algo parecido sobre Marighela, Pancho Villa, José Martí, Tupac Amaru, Lula, Chávez, Correa, Evo, Pepe Mujica, Martin Luther King, Papa Francisco…

São todos gigantes de carne e osso, personagens marcantes da nossa história.

Têm em comum o humanismo, a boa vontade, o exemplo de força e perseverança, não importa o tamanho do desafio.

Isso não é coisa bonita só nas paralimpíadas, não.

Seu cafajeste.

Fidel errou pra cacete, cara.

Ele era só um ser humano.

A única espécie que deus não deveria ter permitido na Grande Arca.

Deixa de ser trouxa, seu midiota.

Palavras sapienciais.

Confira também, discurso histórico de Fidel Castro