segunda-feira, 7 de novembro de 2016

José Serra adere à lei e quer repatriar seus R$ 23 milhões na Suíça


O jornalista de Brasília George Marques relaciona a notícia divulgada nesta segunda-feira 7 de que o tesoureiro de José Serra aderiu ao programa de repatriação de recursos do governo à capa da Folha de S.Paulo que denunciou o pagamento de propina de R$ 23 milhões ao tucano na Suíça.

"Então aquela capa foi para justificar a legalização dos recursos? Rapaz...", comentou Marques no Twitter, em resposta a um post do também jornalista Pedro Alexandre Sanches. "Começa a aparecer o motivo de a Folha ter dado manchete pra propina do Coisa?", perguntou Sanches, ao compartilhar a coluna de Mônica Bergamo sobre o tesoureiro.

O empresário e banqueiro Ronaldo Cezar Coelho foi apontado pela Odebrecht como um dos operadores dos R$ 23 milhões repassados pela construtora, via caixa dois, à campanha presidencial de José Serra em 2010 por uma conta secreta na Suíça.

A denúncia foi capa da Folha, mas não provocou reação alguma de nenhum outro veículo de comunicação. Mesmo a divulgação no maior jornal do País causou estranhamento de alguns jornalistas, como Xico Sá, que questionou por diversas vezes o motivo da quebra de blindagem da mídia a Serra (relembre aqui).

Hoje, ao comentar a notícia do tesoureiro, Xico Sá foi na linha dos colegas e postou: "legalizaram".

Fonte: Brasil247