sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Lindbergh reúne juristas, há motivos para impeachment de Temer


O motivo é o crime denunciado pelo ex-ministro Marcelo Calero, que acusou Michel Temer de pressioná-lo para liberar uma obra ilegal: o espigão de Salvador, onde o ministro Geddel Vieira Lima tem uma apartamento de R$ 2,4 milhões; Geddel é investigado pela comissão de ética e será denunciado pela procuradoria-geral da República, por ter cometido os crimes de advocacia administrativa, usando seu cargo público em benefício próprio, e de tráfico de influência, mas Temer decidiu blindá-lo; "Temer tem que sair imediatamente", diz Lindbergh