quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Após veto, Temer faz afago bilionário ao Congresso ao liberar emendas


A decisão do presidente Michel Temer de liberar cerca de R$ 3,7 bilhões em emendas parlamentares teve como objetivo fazer um afago na sua base parlamentar depois de ter vetado o Regime de Recuperação Fiscal que tinha sido aprovado pelo Congresso dentro do projeto de renegociação das dívidas dos estados.

"A liberação das emendas serve como afago aos parlamentares da base aliada um dia depois de ter tomado uma medida hostil ao Congresso", explicou um interlocutor de Temer.

As emendas individuais e de bancadas serão liberadas integralmente até sexta-feira (30). O Siafi – Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal – está em funcionamento contínuo até sexta para poder liberar todos os recursos prometidos.

No pronunciamento que fez nesta quinta (29) no Palácio do Planalto, Temer classificou a medida como um "fato inédito" e disse que o governo também havia quitado os chamados restos a pagar desde 2007.


Confira também, Vídeo com o Lula que está bombando na internet