sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Delação do fim do mundo? Não para Dilma, Odebrecht isenta presidenta de corrupção

Resultado de imagem para Dilma e temer

O acordo de leniência assinado ontem pela Odebrecht vai direto ao ponto principal: em sua delação premiada, Marcelo Odebrecht, ex-presidente da companhia e considerado o articulador da parte mais significativa da corrupção, diz que a ex-presidente Dilma Rousseff jamais pediu qualquer recurso para ela mesma.

Acordo de leniência assinado ontem, delações na mesa, vai aqui quase direto da fonte: Marcelo Odebrecht, em sua delação premiada, livrou Dilma de crime mais grave ao declarar que a ex-presidente nunca pediu recursos para ela mesma.


Confira também, Frente a frente, Lindbergh enfrenta abuso de autoridade de Moro