sábado, 10 de dezembro de 2016

Entre vaias e carta de repúdio, Moro diz na Alemanha que foto com Aécio foi “Infeliz”

marcaranegra

Num clima instável, onde não faltaram protestos e vaias, o juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, afirmou em palestra em Heidelberg nesta sexta-feira (09/12), que a imagem em que aparece ao lado de Aécio trocando sorriso e afagos foi “uma foto infeliz”.

Moro afirmou na ocasião que o Aécio não é alvo Lava Jato. A resposta óbvia à contradição do juiz foi dada por ele mesmo ao evitar comentar a notícia de que a Odebrecht teria pago caixa 2 ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), nas campanhas eleitorais de 2010 e 2014: “casos envolvendo políticos são encaminhados ao Supremo”. Aécio é senador e seu caso não está na alçada de Moro, o que não o impede de manter o decoro e a distância devida.

Juiz de Curitiba reafirmou ainda a gravação e divulgação de conversa entre Lula e Dilma, considerada ilegal pelo STF. Várias pessoas na plateia protestaram e um grupo de juristas enviou carta de repúdio. Confira vídeo.