quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Graças a Temer, produção de passaportes está suspensa no Brasil

Resultado de imagem para passaporte temer

Se você está pensando em tirar férias ou até mesmo fazer um intercâmbio fora do país, vai encontrar uma certa dificuldade. Isso por que a confecção de passaportes foi suspensa pela Casa da Moeda, responsável pela sua impressão, pois a União está devendo mais de R$ 18 milhões em serviços já prestados.

Quem se dirigir até a Polícia Federal, será informado que o serviço está suspenso desde a última quarta-feira passada, dia 7 de dezembro.

Antes, o prazo de entrega do passaporte era até 6 dias úteis, assim como você pode conferir aqui no site da Polícia Federal.

Este prazo vinha atrasando desde junho e agora está, temporariamente, sem previsão de normalização.

COMO FUNCIONA

A Polícia Federal faz o pedido dos passaportes diretamente para a Casa da Moeda, localizada no Rio de Janeiro, mas quem paga (ou deveria pagar) pelo serviço é a União. Mensalmente, 183.300 passaportes são produzido no Brasil, mas há dois meses a União não paga a conta.

Para fazer o pedido de emissão do passaporte, é preciso pagar uma taxa de R$ 257,25, mas quando há urgência no pedido, a taxa sobe para R$ 334,42.

INÍCIO DA CRISE NESTE SETOR

Segundo o setor responsável da Polícia Federal, o dinheiro arrecadado com a emissão dos passaportes seria suficiente para o pagamento do serviço de impressão realizado pela Casa da Moeda.

Porém, a arrecadação vai direto para o Tesouro Nacional (o governo), que não utilizou este dinheiro para pagar os serviços prestados pela Casa da Moeda. Isso acabou gerando esta dívida de mais de R$ 18 milhões e a paralisação do serviço.


Confira também, Dilma fala de Aécio, 
o Mineirinho recebeu R$ 15 milhões da Odebrecht