quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

STF se dobrou a Renan, diz Ciro Gomes ao 247


O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) afirmou, nesta quarta (7), em entrevista ao vivo ao 247, pelo Facebook, que o Supremo Tribunal Federal "se dobrou" ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB) ao mantê-lo no comando da Casa, mesmo após a decisão anterior do ministro Marco Aurélio Mello que determinava o afastamento do peemedebista; "Renan responde a 11 inquéritos no Supremo e mesmo assim foi mantido. Hoje, o Brasil não entende por que Cunha foi afastado e Renan não. Eu estou chocado. Argumentaram que a razão para afastar Cunha é que ele estava atrapalhando as investigações. E o Renan não estava? O caso do Renan é pior. Todos os ministros do Supremo são sabatinados no Senado. Então tem que ter maior severidade. O Supremo se dobrou a Renan. Se achou uma saída vergonhosa", criticou; para Ciro, este episódio "introduz a última variável de insegurança na crise: não contar com um Judiciário firme"; Estamos em estado de anarquia", disse.