domingo, 15 de janeiro de 2017

Cadê a Lava Jato? Temer compra sem licitação 6,3 bilhões blindados de empresas israelenses

blindado

Está na Folha também, só que no texto e não no título.

Exército brasileiro fechou acordos no valor de R$ 6,3 bilhões visando atualizar e equipara frota de veículos blindados. Os contratos foram fechados com a Iveco e com a Ares, subsidiária da empresa israelense Elbit; contrato de R$ 6 bilhões com a Iveco envolve a aquisição de 1.580 blindados Guarani até o ano de 2035; já a Ares, cujo contrato é de R$ 328 milhões, ficará encarregada de fornecer 215 torres de armamentos para os veículos nos próximos quatro anos; as duas empresas foram contratadas sem licitação pelo governo Michel Temer


247 – O Exército brasileiro fechou acordos no valor de R$ 6,3 bilhões visando atualizar e equipara frota de veículos blindados. Os contratos foram fechados com a Iveco e com a Ares, subsidiária da empresa israelense Elbit. O contrato de R$ 6 bilhões com a Iveco envolve a aquisição de 1.580 blindados Guarani até o ano de 2035. Já a Ares, cujo contrato é de R$ 328 milhões, ficará encarregada de fornecer 215 torres de armamentos para os veículos nos próximos quatro anos. As duas empresas foram contratadas sem licitação pelo governo Michel Temer.

De acordo com o Exército, os pagamentos irão depender da disponibilidade de recursos federais e que, no caso das torres de armamentos, o cronograma ainda não está definido e será elaborado conforme a descentralização dos recursos federais.

Os blindados Guarani começaram a ser empregados pelo Exército brasileiro há três anos, substituindo os obsoletos veículos dos modelos Urutu e Cascavel, que eram utilizados desde os anos 1970.

Confira também, Fernando Morais: Globo é quem governa o Brasil