terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Como sempre, “O Antagonista” só fala bobagem. O pior é que muita gente acredita


Por Cláudio da Costa Oliveira, colunista do Cafezinho


Creio que há mais de um ano o blog “O Antagonista” vem dizendo que “Lula vai ser preso na próxima semana”. Entra semana, sai semana, e não acontece nada. E eles não se tocam. Diogo Mainardi foi tão combatido nas mídias sociais, que foi tomado por um ódio insano ao PT e a Lula. Totalmente desequilibrado, vive pelos cantos dizendo: “Lula vai ser preso, Lula vai ser preso”.


Agora, como pelo visto, a campanha deles não teve sucesso, parece que estão querendo mudar de foco, disfarçando e saindo de fininho, como se nada tivesse sido dito. Agora parece que vão se concentrar na Petrobras. Hoje 16/01, soltaram a informação ridícula a seguir:

“Eis a prova:

Se alguém ainda tem dúvidas de que a Petrobras é um monstrengo inchado de aspones que não fazem falta, eis a prova, desde de 2014 foram cortados 123 mil funcionários. Ainda assim a produção não deixou de crescer. Somente no ano passado subiu 2,5% para 2.487 milhões de barris diários, segundo dados da ANP citados pela coluna Lauro Jardim, no Globo. “

A prova aqui é que “O Antagonista” é totalmente ignorante no que diz respeito à Petrobras e seria melhor que ficasse calado.

“O Antagonista” é mais incompetente que Miriam Leitão que uma vez disse: ”A Petrobras não tem capacidade para tirar o petróleo do pré-sal, vai precisar contratar  técnicos estrangeiros” A Petrobras não só desenvolveu tecnologias como foi a mais premiada nesta área e hoje tem o custo de extração mais baixo entre todas as “majors.”

“O Antagonista” é mais incompetente que Carlos Alberto Sardenberg que uma vez disse: “ a Petrobras está quebrada e só vai sobreviver se o governo fizer aporte de recursos ou se houver um acordo judicial” Nada disto aconteceu e hoje a Petrobras está adiantando R$ 17 bilhões para aliviar o caixa do BNDES.

Estas são obras dos “aspones” que “O Antagonista” diz que a Petrobras tem. E isto não tem nenhuma relação com a atual administração de Pedro Parente, que está esquartejando a empresa.

De 2010 a 2014 a Petrobras investiu mais de US$ 200 bilhões, ou seja, uma média superior a US$ 40 bilhões/ano. A partir de 2015, com a Lava Jato, as obras foram paralisadas, se na Petrobras foram perdidos 123 mil empregos, no Brasil foram perdidos milhões.

A Refinaria Abreu e Lima (RNEST) paralisada, gerando milhares de desempregados.

O Comperj paralisado, mais milhares de desempregados, sendo que agora está sendo entregue para empresas estrangeiras (igualmente corruptas) e vão gerar empregos no exterior.

Refinarias Premium do Maranhão e Ceará, igualmente paralisadas e que agora estão sendo entregues para consórcio de empresas da Índia e do Irã e vão consumir petróleo do Irã, gerar empregos no exterior e vender derivados no Brasil.

E muito mais cortes de investimentos foram feitos. Tudo isto é um grande absurdo e faz parte do projeto lesa-pátria em andamento na Petrobras.

O que espanta é verificar que os jornalistas do “O Antagonista” não sabem separar o pessoal da área de investimento do pessoal área de operação. Na área de operação onde é feita a produção não houve corte, ou foi muito menor. A ignorância é tanta que nós temos de acreditar que se trata apenas de má fé.

Tenho dito que o Brasil hoje está dividido entre os que querem desenvolve-lo, os que querem apenas explorá-lo como na época do colonialismo, e a grande massa que não sabe o que está ocorrendo.

Ao que tudo indica, o Sr. Diogo Mainardi, que mora em Veneza, na Itália, quer que o Brasil se dane. Quanto pior melhor.

Confira também, Policial militar manda recado para Valdemiro e bispo Macedo.