quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Temer inaugura no litoral paulista a escola Fued Temer - nome do irmão do presidente. Houve protesto

Michel Temer visita escola em Praia Grande, SP (Foto: Orion Pires/G1)

O presidente Michel Temer (PMDB) esteve em Praia Grande, no litoral de São Paulo, para participar da inauguração de uma escola que leva o nome de Fued Temer, irmão mais velho do governante brasileiro. Temer chegou à cidade por volta das 17h desta quinta-feira (12). Acompanhado de assessores pessoais, o presidente foi recebido pelo prefeito da cidade, Alberto Mourão (PSDB), e outros líderes políticos do litoral paulista.


Assim que chegou ao local, Temer visitou duas salas, incluindo uma de informática, ao lado do prefeito Mourão. Em seguida, discursou em um palanque montado no local.

Durante o discurso, o presidente fez questão de agradecer a homenagem e de destacar a importância do irmão para a formação de seu caráter. "Estou honrado pelo fato desse prédio levar o nome do meu irmão. Eu tinha três ou quatro anos de idade. Ele tinha 15 ou 16 anos. Ele foi o primeiro a pegar um almanaque e me mostrar as palavras. O meu irmão sempre foi um espelho para mim. Foi ele quem me inspirou para que eu tivesse uma vida universitária, profissional e pública de muito êxito. Com o nome do meu irmão estampado na escola, eu digo que a minha família tem residência fixa em Praia Grande", afirmou.

Temer aproveitou a oportunidade, também, para falar que, "em pouquíssimo tempo", o governo conseguiu realizar coisas boas no país. Ele também defendeu a reforma do Ensino Médio, dizendo que ela é fundamental para a educação brasileira. "Nada no governo é feito de cima para baixo, e sim em meio ao diálogo. A reforma do Ensino Médio é fundamental. Além disso, é preciso injetar recursos na economia brasileira. Nós vamos, nessa toada, digamos assim, sem que eu queira dar palpite na área financeira, mas vamos nessa toada, pouco a pouco, sair dos dois dígitos para um dígito só em matéria de juros da economia brasileira", disse.

O chefe do Executivo também citou o aumento do orçamento para a área da Educação e da Saúde, que já foi enviado para o Congresso. "Serão R$ 10 bilhões a mais para a Educação esse ano, e um pouco mais para a Saúde", revelou.

De acordo com a assessoria da Presidência, Temer viria para Praia Grande de helicóptero mas, por conta das condições climáticas, desceu do avião presidencial no Aeroporto de Congonhas e seguiu de carro para a cidade.

Pouco antes da chegada do presidente, dezenas de pessoas se reuniram na porta da escola para protestar contra o governo. Com placas de "Fora Temer" e faixas contra as mudanças na Previdência, o grupo se manifestou pacificamente antes e durante a visita de Michel Temer. O ato foi acompanhado de perto por soldados da Polícia Militar.



Manifestantes protestaram próximo à escola 
que recebeu Temer, em Praia Grande (Foto: Orion Pires/G1)

Discursos

O prefeito de Praia Grande abriu a solenidade destacando a presença de Michel Temer. "Vossa Excelência sempre teve um carinho especial com a nossa cidade. Quando você resolveu vir para a inauguração, eu fiquei envaidecido. Sei o carinho que você tem pela educação. Essa homenagem não é só uma homenagem ao seu irmão. É uma homenagem para a família Temer. A sociedade ficou feliz quando resolvemos fazer essa homenagem. Essa escola será um templo da discussão da cidadania", disse.

Em seguida, o ministro da Educação Mendonça Filho destacou a importância da homenagem da cidade. "É uma alegria participar de um ato que consagra o município na direção de uma educação pública de qualidade. Constatamos aqui o zelo do prefeito Alberto Mourão no sentido de dotar esse município da melhor infraestrutura nacional possível que possa atender as crianças", falou.

O vice-governador de São Paulo, Marcio França, destacou a boa estrutura da escola. "A Educação que queremos para o Brasil inteiro passa por mudanças importantes. Gostaríamos de ter um prédio como esse recém-inaugurado, aqui em Praia Grande, em todo o Brasil. Faz uma grande diferença para o aluno. Essa é a principal luta que temos no Brasil. A intenção de homenagear Fued Temer é homenagear toda a família Temer", disse.

Michel Temer visita escola em Praia Grande, SP (Foto: Orion Pires/G1)
Por causa da presença do presidente, várias ruas nas imediações da escola, que fica no bairro Guilhermina, precisaram ser fechadas para garantir a segurança de Temer e de toda a comitiva que acompanhou ele durante a estadia na cidade. Apenas pessoas credenciadas puderam se aproximar.

Todo o cerimonial ficou a cargo da Presidência da República. Segundo a Prefeitura de Praia Grande, como a agenda de Temer estava apertada, a solenidade precisou ser bastante curta. Além do presidente da República, apenas o prefeito Alberto Mourão havia sido convidado para discursar sobre a inauguração do local.

De acordo com a prefeitura, a inauguração da escola faz parte dos 50 anos de emancipação da cidade. A data será celebrada no próximo dia 19 de janeiro. A unidade de ensino atenderá cerca de 1.330 estudantes do primeiro ao quinto ano do Ensino Fundamental, divididos por 18 salas de aula.

Escola Professor Fued Temer, Praia Grande (Foto: Orion Pires/G1)
Questionada pelo G1 sobre os motivos de a escola ter sido batizada com o nome do irmão do presidente, a prefeitura informou que Michel Temer tem o título de cidadão praiagrandense desde 1993, quando recebeu a homenagem pelo então vereador Felipe Avelino Moraes, o Felipão (PMDB), que já morreu.

Além disso, segundo a prefeitura, Fued Temer foi professor de Direito e há no município diversas escolas com nome de professores e de pessoas que contribuíram para o desenvolvimento da cidade. De acordo com informações levantadas pelo G1, Fued Temer não tem nenhuma relação com a cidade do litoral de São Paulo.

Segurança foi reforçada no entorno da escola que recebeu Michel Temer (Foto: Orion Pires/G1)

Fued Temer

Fued Miguel Temer nasceu em 28 de novembro de 1928 e era filho de Miguel Elias Temer Lulia e March Barbar Lulia, que eram imigrantes libaneses.

Fued foi criado em Tietê (SP) e estudou no Instituto de Educação Plínio Rodrigues de Moraes. Mudou-se para São Paulo para estudar Direito na Faculdade do Largo de São Francisco (USP), onde conheceu a esposa e também estudante de Direito, Maria da Glória de Ataliba Nogueira Temer, com quem teve três filhos.

Além de advogar, também era professor na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco. Por seu escritório passaram vários nomes da advocacia de São Paulo, incluindo seu irmão, o presidente da república Michel Miguel Elias Temer Lulia. Ele faleceu em 1995, aos 66 anos.


Confira também, Fernando Morais: Globo é quem governa o Brasil


]