segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Alexandre de Moraes tem ampla maioria no Senado e será empossado no STF

FR85 SÃO PAULO - SP - 02/01/2015 - CIDADES - GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN- O governador Geraldo Alckmin faz sua primeira reunião com os novos secretários do Estado de São Paulo, no Palácio dos Bandeirantes zona sul da cidade de São Paulo.Na foto Alexandre de Moraes(segurança pública). FOTO: FELIPE RAU/ESTADÃO

O indicado ao STF, Alexandre de Moraes, já tem o mínimo de votos necessário para ser aprovado no Senado. Todos os 81 senadores foram consultados, e 37 declaram abertamente o voto a favor de Moraes. 




O Poder360/Drive sabe que há outros 4 que votam sim, mas ainda não querem expressar a posição publicamente. Com isso, Moraes atinge o mínimo de votos necessários –a maioria absoluta– para ser aprovado pela Casa.



O Ministro da Justiça licenciado será sabatinado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na 3ª feira (21.fev.2017). O relatório de Eduardo Braga (PMDB-AM) foi amplamente favorável ao indicado. Destacou o currículo de Moraes e citou as instituições que apoiam sua nomeação.

A sabatina não tem limite de tempo. A última, do ministro Edson Fachin, em 2015, durou cerca de 11 horas. A de Luís Roberto Barroso, em 2013, chegou a 7 horas, enquanto a de Teori Zavascki, em 2012, durou pouco mais de 3 horas.


                             Confira também, Leonardo Stoppa tira onda com enquete de Flávio Bolsonaro

Caso a maioria simples dos integrantes do colegiado aprove a indicação, o nome de Moraes segue para o crivo do plenário do Senado. Ao menos 11 integrantes votarão pela aprovação de Alexandre de Moraes, segundo levantamento do Poder360. Apenas 5 declararam não aprovar o nome. Dificilmente a indicação do presidente Michel Temer será rejeitada na CCJ.

Leia mais no Poder360