quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Rachel Sheherazade diz que Wagner Moura e Camila Pitanga são 'idiotas inúteis'

Rachel Sheherazade Wagner Moura Camila Pitanga

Pragmatismo - Rachel Sheherazade, apresentadora do SBT, resolveu usar as redes sociais nesta terça-feira (13) para atacar alguns artistas que têm posicionamentos políticos e sociais contrários ao dela.




Sheherazade, que defende pautas e posições de extrema-direita, chamou Camila Pitanga, Leandra Leal, Wagner Moura, Marcos Palmeira e outros de “idiotas inúteis”.


Em publicações no Instagram e no Twitter, a apresentadora do SBT Brasil cita uma frase atribuída ao ator norte-americano Kevin Spacey, que diz que “a opinião de um ator sobre política não vale nada”.

O suposto depoimento do protagonista do seriado House of Cards, da Netflix, foi dito em entrevista ao El País, de acordo com Sheherazade.

Após a postagem, a apresentadora recebeu uma série de críticas.

“Ué, e os ilustríssimos Alexandre Frota, Susana Vieira, Angélica e Dado Dolabella, atores que defendem o mesmo que você, não contam? Só são idiotas se forem de esquerda?”, questionou uma seguidora.

“É uma das poucas vezes que vejo uma jornalista propagar desrespeito dessa maneira. Agora, por ter uma opinião contrária sobre qualquer tema, uma pessoa é digna de ser difamada assim?”, questionou outro internauta.


Até o fechamento desta publicação, os atores citados na imagem não se manifestaram.



[VÍDEO] Karnal: Quem são os que protestam contra a corrupção? 

Outras polêmicas


Rachel Sheherazade era uma das defensoras mais contundentes de Eduardo Cunha na mídia brasileira, até o dia em que o ex-deputado foi cassado e, consequentemente, preso. Ao ser cobrada pela sua admiração por Cunha, silenciou. O ex-presidente da Câmara é acusado de desvios de mais de R$ 100 milhões e está preso.

Em tempos de massificação do ódio, a apresentadora do SBT ganhou projeção de verdade quando defendeu o ‘justiçamento’ de um jovem negro no Rio de Janeiro. Os ‘justiceiros’ foram posteriormente identificados: estavam envolvidos com tráfico de drogas.