terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Trabalhadores serão forçados a trocar direitos por emprego


LUIS FELIPE MIGUEL - O desemprego está aumentando. O poder aquisitivo dos salários, diminuindo - hoje o valor médio pago na indústria é menor do que o da China. Milhões de pessoas voltaram a ficar abaixo da linha de pobreza.


Isso não é um retrato do fracasso do governo golpista. É o indício de que ele está conseguindo fazer o que se propôs: fragilizar a classe trabalhadora.




O passo seguinte é a abolição das leis trabalhistas, que é o que significa a famosa "prevalência do negociado sobre o legislado". Trabalhadores fragilizados, cercados por um exército de reserva crescente, serão compelidos a trocar direitos por emprego, na "livre negociação" entre Golias e Davi. Lembrando: Davi só ganha na história bíblica. Fora dela, pode apostar em Golias, que é barbada.

Confira também, As mentiras de Temer para tirar a sua aposentadoria

Para completar, a "reforma do ensino médio" institucionaliza o apartheid educacional no Brasil e retira dos trabalhadores até mesmo a esperança da mobilidade social individual.

* Artigo originalmente publicado no Facebook do autor.