quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Zéze Perrella, senador do "helicoca" se filia ao PMDB. Quadrilha está completa.

Resultado de imagem para zezé perrella helicoptero

Mal ingressou nas fileiras do PMDB mineiro e o senador Zezé Perrella já enfrenta o primeiro dissabor. A bancada do partido na Assembleia Legislativa divulgou nota manifestando “surpresa e desapontamento”com a filiação. 


Os deputados estaduais alegam que “na raiz desses sentimentos está tanto o caráter controverso da figura do próprio senador quanto o fato de a Executiva estadual não ter sido ouvida a respeito de sua filiação”. 


A filiação do senador Zezé Perrella foi anunciada na noite desta terça-feira pelo twitter do senador Romero Jucá (PMDB-RR). As conversas sobre uma possível adesão do parlamentar, que estava no PTB, já vinham ocorrendo na última semana. Também foi filiado o senador Elmano Ferrer, do Piauí. 

“Tomei conhecimento ontem (terça-feira) à noite e fui surpreendido com a notícia de que tinha acontecido a filiação sem passar pela Executiva”, afirmou o líder da Maioria na Assembleia, deputado Vanderlei Miranda. 

Miranda disse não ter nada, pessoalmente, contra Perrella, mas critica a forma como foi conduzida a filiação. “Feita a votação na Executiva e aprovada a vinda dele ou de qualquer um, tudo bem, mas fazer isso unilateralmente acaba gerando instabilidade na bancada”, afirmou. 

O líder lembrou que a desconsideração da bancada tem ocorrido de forma recorrente, mas afirmou que os deputados evitam tomar medidas judiciais por causa do desgaste. A bancada estadual está em linha direta de confronto com o presidente da legenda, o vice-governador Antônio Andrade, que tem tomado decisões como presidente sem consultar o partido. 

Deputados estaduais não se entendem com vice-governador

Em dezembro, Andrade fez uma reunião com prefeitos eleitos do partido e, para contrapor essa situação, os deputados estaduais fizeram um almoço de desagravo ao governador Fernando Pimentel (PT) no mesmo dia e horário. Na ocasião, o líder do governo, Durval ngelo (PT), que acompanhou os parlamentares, acusou o vice-governador de tramar para tirar Pimentel do cargo e assumir seu lugar. 

Também durante a campanha, Andrade anunciou apoio ao candidato do PSDB à Prefeitura, deputado estadual João Leite, principal opositor de Pimentel na Assembleia. A bancada negou o apoio e contestou a decisão.


Temer passa vergonha em inauguração da Transposição do Rio São Francisco