segunda-feira, 13 de março de 2017

Ministro do TSE censura trechos que entregam caixa 2 de Aécio de 9 milhões


247 – O ministro do Tribunal Superior Eleitoral Herman Benjamin, relator no processo que pede a cassação da chapa Dilma-Temer, determinou que seja ‘tarjado’ trecho do depoimento de Benedicto Barbosa da Silva Júnior, ex-executivo da Odebrecht, em que ele cita o senador tucano Aécio Neves e o PSDB.


Benjamin atendeu a um pedido do PSDB, que argumentou que as menções ao partido e à candidatura de Aécio que constam no depoimento se prestaram apenas a “uma indevida exploração política patrocinada junto à imprensa, com a finalidade exclusiva de causar danos à imagem do PSDB, e ao seu presidente, Aécio Neves”.





Segundo reportagem do jornal O Estado de S.Paulo, que teve acesso a um trecho do despacho do ministro, o magistrado também afirma considerar “lamentável” os vazamentos dos depoimentos de ex-funcionários da Odebrecht.

Confira também: Em vídeo, Wagner Moura explica desmonte da aposentadoria de Temer