segunda-feira, 6 de março de 2017

PSDB comete estelionato político e agora quer ser pai da transposição

Resultado de imagem para PSDB comete estelionato político e agora quer ser pai da transposição

247 – Depois de prometer, engavetar e criticar a Transposição do Rio São Francisco, que começa a entregar água para cidades do sertão nordestino, o PSDB quer roubar para si os louros pela realização da obra. 


Acontece, porém, que os nordestinos reconhecem os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff como responsáveis pela transposição, como disse Angelo Ferreira, prefeito de Sertânia (PE), um dos municípios que estão registrando a chegada da água.




"Lula e Dilma prometeram, mas não entregaram. Mas agora, finalmente, a maior obra de infraestrutura hídrica do país está na reta final. Com a transposição das águas do 'Velho Chico', serão beneficiadas mais de 12 milhões de pessoas! 

Confira também, Como o mentiroso (Aécio Neves) é desmascarado

O coordenador da comissão da Câmara que vem acompanhando o empreendimento, deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE), comemora", diz um post do PSDB na Câmara no Facebook, que não responde, no entanto, quem por fim entregou a obra, se segundo os tucanos ela está na reta final.

Vale lembrar que o ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso prometeu realizar a transposição em suas duas campanhas eleitorais (1994 e 1998), mas engavetou o projeto (relembre aqui reportagem da Folha de S. Paulo de 2001 que fala sobre a desistência de FHC em fazer a obra sair do papel).

O senador Aécio Neves (PSDB-MG), presidente nacional do partido, desdenhou da transposição durante a campanha presidencial de 2014, dizendo que era uma "obra abandonada" pelo governo do PT (assista ao vídeo acima).

No mês passado, o também tucano governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, quis tirar uma "casquinha" da obra ao visitar o Reservatório de Copiti, em Pernambuco. O pretexto da viagem foi o fato de as obras, no trecho visitado, contarem com equipamentos "emprestados pelo governo de São Paulo ao Ministério da Integração, que estão sendo utilizados para acelerar a transposição do Rio São Francisco", segundo o governo paulista. "Alckmin visitou o reservatório para acompanhar a operação das moto-bombas da Sabesp", disse a nota.

Depois de concluída, a transposição levará água para quase 400 cidades no interior dos estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará.