quinta-feira, 9 de março de 2017

Temer contratou lancha de 24 mil sem licitação para família passar carnaval



Jornal GGN – O Palácio do Planalto contratou uma lancha para o presidente Michel Temer e sua família usarem na Bahia, durante o carnaval, por R$ 24 mil, sem licitação. A informação é do blog do Lauro Jardim. A justificativa do Planalto é que a lancha foi usada, na verdade, “por razões de segurança”.


Mesmo a família usando a lanche para lazer, o Planalto justificou que a contratação foi para uma “possível evacuação em caso de emergência” da família Temer em pleno carnaval, porque supostamente a lancha da Marinha, Amazônia Azul, estava avariada.

Uma fotografia divulgada pelo blog, no entanto, mostram a primeira-dama, Marcela Temer, o filho Michelzinho, e a sogra de Temer, Norma Tedeschi, na lancha “Bem me quer”, a passeio. Em contradição, segundo o Planalto, ainda, a família do presidente só usou a lanche para lazer por breves 30 minutos.

Confira também, Como o mentiroso (Aécio Neves) é desmascarado

“A residência da Boca do Rio, em Aratu, localiza-se em área de difícil acesso e, à noite, o possível deslocamento aéreo implica riscos adicionais à segurança do presidente”, acrescentou em nota oficial ao blog do Lauro Jardim.

Ainda outras informações não estão claras. A contratação foi feita pela ONG Abrigo do Marinheiro, que pagou o aluguel da lancha sem licitação. Por ser uma ONG, o Planalto e a Marinha afirmaram que não precisava da licitação.

Entretanto, ambos não explicaram por que escolheram a ONG para alugar a lancha. “O Planalto jogou a bola para a Marinha. Em nota, a Marinha afirmou que a opção de uma entidade sem fins lucrativos pagar a lancha da família do presidente foi necessária ‘frente à necessidade emergencial que se configurou'”, narrou a coluna.