quinta-feira, 30 de março de 2017

Tucanos delatados desde o início da Lava Jato, até hoje nem investigados


A Lava Jato fará 3 anos em março de 2017, entre inúmeras delações, Aécio é um dos campeões, mais recentemente foi delatado pela Andrade & Gutierrez, por contratos também na CEMIG (leia aqui), além das outras delações, Alckmin também será atingido em cheio pela Camargo Côrrea (Leia aqui), além de tucanos sem foro privilegiado como FHC, seu filho, o tesoureiro do PSDB e tantos outros que sequer tiveram um Power Point, uma condução coercitiva, uma coletiva de imprensa com operações pirotécnicas e midiáticas da PF.


Primeiro, foi Nestor Cerveró que disse ter recebido ordens para colocar uma empresa ligada ao filho do também então Presidente da República Fernando Henrique Cardos, a PSR, no negócio da Termorio, uma empresa constituída nos tempos do apagão, quando a Petrobras fazia contratos ruinosos para participar do capital e comprar a energia a altíssimo preço, em quantidades asseguradas.




O filho de FHC, Paulo Henrique Cardoso, disse que era tudo mentira de um “encarcerado”



Semana passada, discretamente, divulgou-se o vídeo em que o lobista Fernando Baiano confirma a história, dizendo que recebeu a informação de Delcídio do Amaral, então diretor de Gás e Energia da Petrobras.