quinta-feira, 4 de maio de 2017

Após jantar de R$ 1 milhão, Temer tenta comprar votos para reforma com cargos comissionados


Michel Temer pretende usar a nomeação de cargos públicos para comprar o apoio de parlamentares infiéis e tentar aprovar sua reforma que desmonta a Previdência.


As informações são da Coluna do Estadão.

“Os deputados que votaram contra a reforma trabalhista e tiveram seus apadrinhados exonerados de cargos no governo terão uma chance de reverter a punição. A ideia no Palácio do Planalto é devolver a vaga para o deputado que votar a favor da reforma da Previdência.




Até lá, por essa razão, a maioria dos cargos será ocupada por interinos. Apenas nos casos em que o governo identificar que não há como mudar o voto do deputado, a vaga já será preenchida para acompanhar indicado de um aliado pró—reforma. O governo já exonerou 30 nomes."

Confira também, Aécio Neves: O vídeo que está chocando a internet