quarta-feira, 17 de maio de 2017

Diretores da Petrobrás denunciam que Temer está vendendo plataformas por valor 12 vezes menor do que o preço



Segundo Solla, as plataformas P-59 e P-60, construídas e atracadas na Bahia, custaram cerca de US$ 360 milhões cada e foram colocadas à venda em oferta a US$ 30 milhões, equivalente a 8,3% do valor de custo. "Venderam duas das melhores plataformas do mundo. Estão destruindo o patrimônio da população brasileira, em pouco tempo, arrasando mais do que os tucanos, aquelas aves de rapina, conseguiram em 8 anos, em todas as áreas", criticou Solla.


Plataformas com a dimensão da P-59 e P-60 – entregues em 2012 e 2013, respectivamente – não eram construídas no Brasil desde a década de 1980. A capacidade de perfuração das sondas é de 9 mil metros, o que permite a extração de óleo da camada do pré-sal. 


"É um cenário extremamente preocupante que estamos vivendo neste País. Esse governo golpista, que não foi eleito pela população, está correndo contra o tempo, tentando fazer uma destruição do patrimônio público maior do que Fernando Henrique Cardoso e os tucanos conseguiram fazer em 8 anos de dois governos eleitos. O que estão fazendo com a Petrobras agora é escandaloso", enfatizou o parlamentar baiano.

Clóvis de Barros Filho fala sobre preconceito da elite contra Lula

"Todo o patrimônio brasileiro é vendido pelos tucanos, pelo Democratas, por todos esses partidos de direita. Alguém acredita que se vai resolver alguma coisa vendendo a Petrobras? Vocês estão é pagando a conta que Serra combinou com a Shell e com a Exxon antes do golpe", disse Solla, referindo-se diretamente aos parlamentares golpistas presentes no plenário Ulysses Guimarães. (Com informações do PT na Câmara)