sexta-feira, 12 de maio de 2017

Juízes federais querem se filiar a partidos e se candidatar



Juízes federais tomaram uma iniciativa polêmica. Eles querem ter o direito a se filiar a partidos políticos e a se candidatar a cargos eletivos, o que é proibido – aos magistrados só é permitido, além do mundo da toga, o magistério. Mas a União Nacional dos Juízes Federais (Unajuf) quer derrubar essa imposição. 


A entidade entrou com ação coletiva na Zona Eleitoral de Formosa, em Goiás, pedindo o reconhecimento do direito de os juízes se filiarem e se candidatarem nas eleições. A entidade argumenta que tem consciência de que nomes como o da ministra do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, do ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa, e do colega de toga, Sérgio Moro, ‘perfilam, segundo pesquisas de intenção de voto, no desejo da vontade popular para condução dos rumos da nação’. 


A ação coletiva pede a ‘integral aplicação da Convenção Americana dos Direitos Humanos (Pacto de São José da Costa Rica), de forma a que seja garantindo ao povo brasileiro, nos termos do seu artigo 23, item 1.b, segundo o qual todos os cidadãos devem gozar dos direitos e oportunidades de votar e ser eleitos em eleições periódicas autênticas’. Leia mais no Estadão.


Clóvis de Barros Filho fala sobre preconceito da elite contra Lula