segunda-feira, 29 de maio de 2017

Mudança de Ministros para proteger Loures irritou TSE e foi suicídio político de Temer


O desembarque do governo Michel Temer, mesmo com este ministério de quinta categoria que possui, já tem data para começar: é amanhã mesmo.


Torquato Jardim, ex-ministro do TSE por 18 anos, assinou ontem um flagrante de interferência em decisões judiciais.

Osmar Serraglio deixa o Ministério da Justiça pela porta dos fundos para dirigir-se a igual porta no Ministério da Obscuridade, digo, da Transparência, se é que os servidores o deixarão entrar lá, do que duvido, com sua ficha de grampeado e investigado por corrupção.


O PSDB começará a mostrar seu desembarque amanhã, deixando claro que não está disposto a embarcar na solução “meu Garoto-Meu Paipai” de Rodrigo Maia.

A escandalosa manobra de proteção ao “homem da mala” Rodrigo Rocha Loures terá efeitos desastrosos, anotem.

As possibilidades de um desfecho favorável a Temer no julgamento do TSE – se este sair, porque a solução deverá ser,se ainda houver chance , um pedido de vistas – acabaram.

Governo, quando parte para ações desesperadas, já acabou.