quinta-feira, 4 de maio de 2017

Temer joga pesado e diz que vai cortar salário de deputado que não votar a Reforma da Previdência


247 – Apesar de ter conseguido aprovar o texto base da reforma da Previdência na Comissão Especial que trata do tema na Câmara dos Deputados pelo placar de 23 a 14, o Governo Michel Temer não quer correr risco quando da votação em plenário. 



Para assegurar os 308 votos necessários à aprovação da medida, o Planalto já orientou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a endurecer as regras contra possíveis ausências de parlamentares da base aliada.



Dentre as orientações recebidas por Maia está até o mesmo o corte de salários dos deputados que faltarem a sessão. A medida era comumente utilizada pelo ex-presidente da Câmara Eduardo (PMDB-RJ), preso em um desdobramento da Operação Lava Jato.

Confira também, Aécio Neves: O vídeo que está chocando a internet