quarta-feira, 12 de julho de 2017

Após ouvir Cunha e Funaro, Janot diz ter provas suficientes para segunda denúncia contra Temer


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, sinalizou, em longa conversa com parlamentares do PSOL, que a segunda denúncia em elaboração contra Michel Temer, por obstrução de Justiça, já tem "forte materialidade".



Segundo relatos dos parlamentares, Janot disse ainda que as propostas de delação do deputado cassado Eduardo Cunha e do doleiro Lúcio Funaro, devem reforçar o relato do empresário Joesley Batista.

Na gravação feita no Palácio do Jaburu e divulgada em maio, Joesley informa Temer sobre a mesada milionária repassada pelo dono da JBS ao ex-presidente da Câmara.


Os parlamentares do PSOL foram ao gabinete de Janot para manifestar solidariedade ao trabalho realizado pelo procurador-geral.