quarta-feira, 12 de julho de 2017

As pérolas da sentença de Moro; uma vergonha para o magistério


Pérola do magistrado da lava jato:


“308. Não se está, enfim, discutindo questões de Direito Civil, ou seja, a titularidade formal do imóvel, mas questão criminal, a caracterização ou não de crimes de corrupção e lavagem. Não se deve nunca esquecer que é de corrupção e lavagem de dinheiro do que se trata.”

Comentário de um advogado civilista:

“Não é uma graça? Para que serve o Direito Civil dizer o que é propriedade?”.