quinta-feira, 6 de julho de 2017

Governo Temer desmonta Lava Jato. Por que agora ninguém fala nada?


O Cafezinho - O governo Temer cortou quase metade da verba da Polícia Federal, inviabilizando novas operações de grande porte.


A Polícia Rodoviária Federal já avisou que fechou as portas: não tem dinheiro nem pra gasolina.

E agora acabou de vez com a equipe da Lava Jato. A reportagem da Época fala que, na verdade, desde o início do governo Temer há um processo de asfixia e redução de estrutura da força-tarefa. Mas agora a mudança foi definitiva e abrangente. Os delegados e agentes que cuidavam da operação terão de cuidar de outros assuntos.


Há uma justiça poética nisso. Dá vontade falar: bem feito.

A PF se suicidou. Tornou-se um puxadinho da Globo, mas esqueceu que não é a Globo que paga suas contas, e sim o governo.

O governo depende dos impostos. Os impostos, por sua vez, são pagos pelas empresas e pelos trabalhadores. Se a PF ajuda os almofadinhas de Curitiba a quebrarem as empresas e a destruir os postos de trabalho, a PF fica, automaticamente, sem dinheiro.

O MPF e o Judiciário ainda mantêm a pose por um tempo, porque o governo não pode (nem tem coragem para tal) cortar sua verba.

A PF, portanto, é a primeira vítima de um golpe idiota, do qual ela mesmo participou com ações espetaculares, planejadas em linha com um timing político e uma dobradinha com a mídia, milimetricamente calculados, para derrubar o governo que mais investiu na… PF.

Ajudaram o golpe e botaram no Planalto um governo que toma a decisão de desmontar a Polícia Federal.

Novamente: bem feito.

Por isso a tese do Dallagnol e do Carlos Lima é tão delirante. Eles chamam o PT de “organização criminosa”, acusam o Lula de “comandante máximo”, mas esquecem que foi o PT e o Lula que investiram na Polícia Federal, na transparência, na autonomia do MPF.

Que raios de criminosos são esses que investem tanto na polícia federal e no combate à corrupção?

Os criminosos são esses que aí estão, hoje, ocupando o Planalto. E prova maior é o desmonte das instituições que combatem a corrupção. Bandido que é bandido não ajuda a polícia, não é?

Aí a revista Época, da Globo, noticia o desmonte da Lava Jato, assim como de toda a Polícia Federal, e ao invés de acusar o responsável por essa decisão, o presidente Michel Temer e seu ministro da Justiça, menciona… Lula e Dilma.

Os outros investigados não são nominalmente citados: estão protegidos pela simpática expressão “dezenas de outros”.

Bem, se os criminosos estão no Planalto, o “comandante máximo” deles ainda é quem controla as notícias…