quarta-feira, 26 de julho de 2017

Temer debocha de brasileiros e diz já ter garantido com folga os votos necessários para se salvar


Jornal GGN - A vitória de Michel Temer na Câmara dos Deputados já está quase garantida, segundo interlocutores e aliados do mandatário na Casa. Em placares realizados pelo Estadão e pela Folha de S. Paulo, são pelo menos 186 votos a favor do envio da denúncia contra o presidente ao Supremo Tribunal Federal (STF) e pelo menos 94 contra.


Ao todo, são necessários 342 votos de deputados para que Temer possa ser processado pelo Supremo, o que ainda é um cenário aparentemente inconclusivo. Sabe-se, por outro lado, que o mandatário mobiliza as lideranças e alianças que têm para que parlamentares não retrocedam do apoio e garantam a sua absolvição direta.

Segundo o Painel da Folha desta quarta-feira (26), o próprio presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que se apresentava como um dos principais beneficiários da eventual queda de Temer e mostrava sinais de dissidências frente ao contexto de fidelidade absoluta ao governo atual, admite a vitória.

Foi, inclusive, o que o deputado Rodrigo Maia conseguiu garantir ao presidente: com a condição de que outras denúncias que viriam e já prometidas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) não se conquistaria o apoio da maioria e a imagem de Temer já estaria desgastada para a queda.


A primeira fase, contudo, ainda está garantida. E se trata de uma aceitação não apenas do lado dos aliados, como também da oposição, que reconhece a absolvição de Michel Temer nesta primeira denúncia da PGR. Reportagem do GGN expôs o que está por trás de um atraso para a queda do mandatário, a pouco mais de um ano das eleições de 2018 e os preparativos para os fundos partidários e financiamento das campanhas.

O levantamento da Folha de S. Paulo, que consultou os 513 deputados da Câmara, mostrou que 188 já se dizem abertamente a favor da investigação do peemedebista pelo Supremo Tribunal Federal. Outros 94 mantêm o apoio e votarão pela absolvição do mandatário. Apesar de representar o dobro a quantidade de parlamentares que defendem a denúncia, uma grande massa de 154 deputados seriam necessários somar para o processo passar na Câmara.

Cenário semelhante, ainda que menos positivo, é o levantamento do Estadão: 186 deputados afirmaram que querem a denúncia de Temer no STF e 107 endossam o apoio pela absolvição ainda no Legislativo. Para se chegar ao mínimo de 342 votos necessários, seria preciso contar com mais 156 dos que ainda não se posicionaram.