domingo, 6 de agosto de 2017

Temer: Venezuela será recebida de volta quando voltar a ser democracia


247 – Alçado ao poder por meio de um golpe parlamentar e responsável por uma administração reprovada por mais de 90% dos brasileiros, Michel Temer usou o Twitter para divulgar um vídeo no qual diz que a Venezuela será recebida da “braços abertos” pelo Mercosul quando retornar à democracia. "Nossa mensagem é inequívoca, não há mais espaço para alternativas não democráticas na América do Sul", disse em referência a suspensão da Venezuela do bloco comercial.


Segundo Temer, os países fundadores do Mercosul – Brasil Uruguai, Argentina e Paraguai, tentaram chamar a Venezuela ao diálogo, o que foi recusado pelo governo do presidente Nicolás Maduro. "Nessas condições, a medida que se impunha era a suspensão da Venezuela", destacou.

“Esperamos que a Venezuela encontre o caminho para recomposição da ordem democrática e do respeito à diversidade de visão e posições", completou Temer.


"Nossa mensagem é inequívoca, não há mais espaço para alternativas não democráticas na América do Sul", disse ele.

Temer, no entanto, não está se olhando no espelho nem pensando em renunciar.